AJUDA

Micropigmentação é a introdução de pigmentos na camada superficial da pele para efeitos estéticos. Pode ser feita nas sobrancelhas, olhos, lábios, couro cabeludo, aréolas, cicatrizes e manchas. Diferente de tatuagem e maquiagem definitiva, a micropigmentação não é permanente e sua duração varia de 6 a 12 meses. Em alguns casos pode durar mais tempo, mas precisa de retoques.

 


Os materiais usados para micropigmentação são o dermógrafo – aparelho elétrico com microagulhas – e pigmentos específicos.


 

Microblading é a micropigmentação manual. Utiliza o tebori, um instrumento de origem japonesa. É uma espécie de caneta com a ponta feita de lâminas muito finas. A micropigmentação é feita com um equipamento elétrico, o dermógrafo, e exige muito mais treino para dominar a trepidação do aparelho.

O microblading, conhecido também como tebori, é a técnica mais avançada atualmente para desenhar fios nas sobrancelhas. O efeito do microblading é mais natural e delicado.


 

Tebori é um instrumento manual, sem eletricidade, usado no microblading. Uma espécie de caneta com lâminas muito finas agrupadas na ponta. Em japonês, tebori significa tatuar com as mãos, por isso o microblading também é conhecido como tebori.


 

O tebori atinge melhor os fios mais finos e cria um resultado bastante natural. Com o dermógrafo, são necessários meses de treino, pois a vibração do motor é difícil de controlar. O investimento em material também é muito menor, um tebori de qualidade custa 10% do preço de um bom dermógrafo. A agulha do dermógrafo também pode custar vinte vezes mais do que uma lâmina de tebori.

O microblading atualmente é a técnica mais precisa e avançada em micropigmentação. Com o tebori é possível realizar as técnicas de sobrancelhas esfumadas, com efeito shadow e ombré. O microblading também é usado fazer despigmentação, neutralização e micropigmentação nos lábios, olhos e aréolas.


 

O microblading é realizado primeiramente com a aplicação de um produto anestésico local. Em seguida, o profissional realiza cortes minúsculos na camada superficial da pele, com o tebori, uma espécie de caneta com lâminas fininhas na ponta.

Por meio desses cortes, são introduzidos pigmentos apropriados para a pele de cada cliente. Nos primeiros sete dias após o procedimento, pode ocorrer alteração na cor dos pigmentos. A pele descama e formam-se casquinhas que devem cair naturalmente.

Cerca de 30 a 45 dias depois, é agendado o retoque, sendo a etapa final quando os pigmentos são fixados.


 

O microblading é hoje a técnica mais precisa para quem deseja preencher falhas nas sobrancelhas e realçar o olhar. Os fios desenhados com microblading são extremamente realistas, o efeito é bastante natural.

É possível também fazer microblading nos olhos e nos lábios. O preenchimento labial cria volume e o contorno destaca a boca.


 

O microblading traça fio a fio o desenho da sobrancelha com muita precisão e naturalidade. Atualmente, o microblading também pode criar o efeito esfumado, shadow (sombreado) ou ombré, usando pigmentos de diferentes tonalidades para conferir mais realismo. O fio a fio 3D é a mistura entre o sombreado e o fio a fio.

A escolha depende das necessidades de cada pessoa, se a intenção é cobrir falhas, dar mais volume, ter um desenho mais forte ou mais delicado...


 

Após a cicatrização do primeiro microblading, agenda-se a finalização, pois nesse processo realmente os fios clareiam e é feito o retoque na segunda etapa. O que pode causar clareamento rápido é o fato de alguns profissionais usarem pigmentos de micropigmentação, que são inadequados para o microblading. Quando realizado por alguém qualificado, o microblading fixa bem.

 

Depende da sensibilidade de cada um. O microblading utiliza anestésico e costuma apresentar uma dor suportável, compensada largamente pelo resultado incrível.

 

Se os cuidados pós-microblading forem seguidos, o processo é tranquilo e leva em torno de 45 dias. Nos primeiros dias pode arder e inchar um pouco. Pode-se aplicar algum cicatrizante. Como a pele foi cortada, formam-se casquinhas que irão cair naturalmente. Jamais coce ou interfira nesse processo para não infeccionar ou alterar os pigmentos.

 

Os cuidados principais depois de realizar o microblading incluem não molhar a região nas primeiras 48 horas, o banho seguinte deve ser sem vapor. Também é importante usar um hidratante específico a cada 4 horas, nada de pomadas como Bepantol, Hipoglós ou vaselina.

Na primeira semana, não se pode frequentar sauna, praia, piscina. As casquinhas que se formam não podem ser arrancadas e a região não pode receber sol durante 30 dias.

É recomendado ainda não ingerir frutos do mar e evitar contato com fontes de calor, como secador de cabelos, vapor de panela etc.

A região do microblading só pode ser maquiada após a cicatrização completa e o retoque é feito depois de 30 a 45 dias.

Nunca se deve usar qualquer produto ou cosmético que tenha ácido no local do microblading.


 

A duração do mircoblading pode variar de acordo com os cuidados e tipo de pele de cada pessoa. Em geral, o microblading dura de 8 meses a 1 ano.

 

Tudo depende da técnica utilizada, o valor inicial cobrado em microblading costuma ser R$500,00.

 

O microblading pode ser feito sim para cobrir regiões que estão sem nenhum pelo. Como os fios são delicados e naturais, é muito indicado para corrigir falhas.

 

É possível remover micropigmentações com o processo de despigmentação. O microblading já trabalha com despigmentação e neutralização.

A neutralização aplica pigmentos que cobrem os tons usados antes que podem ter se alterado e estarem vermelhos ou azuis. Já a despigmentação é feita com produtos que apagam os desenhos que saíram muito escuros ou tortos, com efeito estético indesejado.


 

O microblading pode ser feito sim nos olhos, nos lábios ou em aréolas. Nos olhos, é desenhado um traço na pálpebra superior ou inferior, e até mesmo nas duas. Cria o efeito delineador.

Nos lábios, o microblading pode ser feito no contorno para destacar ou corrigir proporções. O microblading também é usado para preencher os lábios, conferindo mais cor e volume, camuflando o envelhecimento ou cicatrizes.

O microblading nas aréolas pode corrigir assimetrias, realçar aréolas muito claras ou aumentar as pequenas. É muito indicado para complementar a reconstrução dos seios, em casos de câncer de mama.


 

O microblading não é indicado para gestantes, portadores de diabetes, pessoas em tratamento com anticoagulante, que apresentam problemas de cicatrização e queloide.

 

O microblading pode ser feito em cima de uma micropigmentação, se ela já estiver bem desbotada. Nos casos de micropigmentação muito escura ou traços mal desenhados, é preciso fazer sessões de despigmentação para aplicar o microblading depois.

Para sobrancelhas azuis ou vermelhas, o microblading primeiro é realizado para neutralização desses tons antes de desenhar novos fios.